Tango?



O Chiru Velho é bom em tudo o que faz, sua auto-estima é fantástica. Na tira 360 ele enfileira uma série de danças tradicionalistas nas quais é especialista, entre elas, o tango! Como assim, tango? Calma... explicaremos! Como bons discípulos do Noel Guarany, sabemos que o gaúcho não existe somente no Rio Grande do Sul, habita também a Argentina e o Uruguai, divididos por fronteiras que não separaram os modos e costumes do gaúcho autêntico. Para comprovar, sugerimos quatro obras fundamentais para entendimento da cultura gaúcha: Martín Fierro (de José Hernándes, Argentina), Dom Segundo Sombra (de Ricardo Guiraldes, Argentina), Pátria Uruguai, Coletânea de Contos (de Eduardo Acevedo Diaz, Uruguai) e Contos Gauchescos e Lendas do Sul (de Simões Lopes Neto, Rio Grande do Sul). Se preferirem uma referência visual, pode ser o filme Martín Fierro, de Leopoldo Torres Nilsson (Argentina, 1968), onde verificamos muitas semelhanças entre os costumes dos gaúchos. Mas, voltando ao assunto do Chiru Velho, que sempre viveu em uma região de fronteira com a Argentina, saber dançar tango era uma exigência natural para quem vivia se bandeando para o outro lado, se divertindo nas bailantas às margens do Rio Uruguai...

0 visualização0 comentário

É Dura A Vida No Campo por Sávio Moura © 2020 por Belle Castro Design